Mordida Cruzada - Reslumbre Sorrir Faz Bem

Como tratar a mordida cruzada na infância?

A mordida cruzada na infância é algo que acontece muito. Porém, já existe tratamento na área da ortodontia infantil para isso.

Se você percebeu que seu filho(a) ou netinho(a) está com alguma das características abaixo, fique tranquilo(a)!

Entenda agora tudo sobre o assunto, como é feito o diagnóstico e o tratamento. Acompanhe nosso artigo e boa leitura!

O que é mordida cruzada?

A mordida cruzada é uma má formação na região bucal, que gera um desalinhamento na boca da criança.

Significa que quando a criança fecha a boca, os dentes inferiores não se alinham com os superiores e isso deixa o sorriso um pouco torto.

Vale ressaltar que há 2 tipos mais comuns dessa situação, são eles:

  • Anterior: os dentes superiores ficam atrás dos dentes inferiores;
  • Posterior: os dentes laterais que ficam invertidos na hora da mordida – com os de cima fechando por dentro dos dentes inferiores.

Portanto, se você tem notado que seu filho(a) ou neto(a) possui a mandíbula mais proeminente e tem o sorriso desalinhado, pode ser sinal desse problema.

Veja abaixo suas consequências.

Quais os problemas que ela causa no futuro da criança?

Entenda como essa situação pode interferir no futuro do seu filho(a) ou netinho(a). Para evitar transtornos, busque o auxílio de um dentista o quanto antes.

Fator estético

A criança com esse tipo de problema pode, infelizmente, sofrer bullying e gozação na creche, escolas e demais ambientes de convivência social com outras crianças.

Aumento do risco de cáries

Devido ao desalinhamento dos dentes, existe uma dificuldade maior em limpá-los da maneira correta. Desse modo, há grande risco de surgimento de cáries e doenças nas gengivas.

Machucados na boca

Normalmente, crianças que são levadas até o ortodontista com esse problema, têm as partes internas das bochechas machucadas. Isso porque frequentemente elas causam mordidas acidentais na região.

Dor em toda a região da mandíbula

Além de dores locais, a criança pode reclamar de dores na cabeça, pescoço e ombros. Afinal, há um desgaste e pressão excessivas em pontos na hora da mastigação.

Risco maior de bruxismo infantil

Algumas crianças começam a forçar a mordida e isso se torna comum, mesmo em momentos sem mastigação (inclusive à noite). Isso caracteriza o bruxismo que causa dores e até a possível “quebra” de alguns dentinhos.

Como diagnosticar?

Segundo especialistas, para identificar essa situação, o recomendado é ter atenção ao sorriso da criança. Além disso, o ideal é manter uma frequência de ida ao dentista (recomendamos de 6 em 6 meses).

Isso pode ajudar muito a chegar a tempo na ortodontia infantil e evitar que o problema evolua até a fase adulta do indivíduo.

Se você tem notado os sintomas que citamos acima, é hora de levar a sua criança a um dentista, combinado?

Como é o tratamento?

O tratamento em crianças pode ser realizado de formas distintas. A melhor opção para seu filho(a) ou neto(a) será indicado pelo dentista. Contudo, as principais utilizadas são:

Aparelho dentário

O aparelho nos dentes fará uma pressão na boca da criança e forçará os dentes a se alinharem corretamente. Nesse sentido, é a forma de tratamento mais utilizada.

Retirada de alguns dentes

Como a criança está em fase de crescimento e desenvolvimento, alguns dentistas retiram os dentes. Isso facilita para que os dentes permanentes nasçam e tenham espaço para se alinharem corretamente.

Expansor palatino

O uso de expansor palatino é muito comum em crianças, pois ajuda a aumentar o tamanho do palato. Isso gera, consequentemente, mais espaço para os dentes superiores.

Cirurgia

A cirurgia é mais invasiva e costuma ser utilizada apenas em adultos. Ou seja, para evitar esse tipo de situação. É essencial que a família esteja atenta aos sorrisos, mastigação e outros sintomas que podem ser notados na criança.

Quando o tratamento deve ser iniciado?

Especialistas recomendam que o tratamento comece assim que for notado o problema. Ou seja, a qualquer sinal de sintomas, mesmo com a criança pequena, o ideal é visitar um dentista.

Quais os cuidados durante o tratamento?

Durante esse tratamento é recomendado que:

  • Mantenha o aparelho fixo (ou expansor palatino) sempre muito limpo e ter uma higiene bucal adequada;
  • Visitar o dentista sempre que necessário para as avaliações;
  • Cuidar dos dentes para evitar dificuldades como: mau hálito, cáries e até problemas nas gengivas.

Agora que você já sabe tudo sobre a mordida cruzada, compartilhe esse artigo no WhatsApp com outras mães, pais e avós que podem estar passando pelo mesmo problema.

Saúde Bucal